O Quê, Como e Porquê

Em qualquer prática avançada com o corpo (e entendendo avançado como indo para além do lazer, passatempo, ocasional…) parece-me fundamental colocarmo-nos as seguintes questões: o que procuro? Quais as minhas expectativas? O que preciso fazer? Depois perguntar: porque preciso disto? Porque é que isto funciona para mim? Porque devo fazer assim e não de outra forma? Finalmente, tentar perceber porque é que funciona? O que já evoluí e …como posso evoluir mais?
É muito importante compreender o que praticamos, e não entrar num processo de simplesmente repetir automaticamente aquilo que se vai aprendendo. O compreender é a raiz de qualquer trabalho. Com a compreensão começamos a definir o nosso objectivo, e tendo um objectivo, a mente e a vontade pode ser firme e constante. Com esta compreensão podemos identificar, reconhecer, integrar a experiência e quais os princípios e teorias que a sustentam. Sem a compreensão, o trabalho é feito às cegas, podendo tornar-se um processo longo, doloroso, frustrante, frágil. A reflexão sobre estas questões tornam-se a raiz da pratica e relação com o corpo. Com esta raiz e aplicando o que aprendemos, evoluímos, criamos…sem a raiz tudo o que apreendemos assemelha-se a ramos e folhas que com o tempo se perdem…

Tradução e Adaptação de um texto do Mestre de Chi Kung, Dr. Yang, Jwing-Ming

Advertisements
Standard